fbpx

Entrar

Atas do DEPECO

ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO DEPARTAMENTO DE ECOCARDIOGRAFIA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA, REALIZADA NA CIDADE DE RIO DE JANEIRO, RJ, EM SEGUNDA CONVOCAÇÃO, ÀS 18:30 HORAS DO DIA 30 (TRINTA) DE ABRIL DE 1995, POR OCASIÃO DO 7o CONGRESSO DE ECOCARDIOGRAFIA – ABERTA A SESSÃO PELO PRESIDENTE, Dr. CARLOS OLIVEIRA LIMA, HOUVE A CERIMONIA DE ENTREGA DE PLAQUETAS ÁS EMPRESAS DE EQUIPAMENTOS DE ECOCARDIOGRAFIA ALAKE-BERGER, ECOVITAL – ATL, ESAOTE-CARDIOSERVICE E HEWLETT-PACKARD, COMO AGRADECIMENTO À CONTRIBUIÇÃO DAS MESMAS NA AQUISIÇÃO E IMOVEL DA SEDE DO DE NA CIDADE DE SÃO PAULO. A ENTREGA DE PLAQUETAS FOI REALIZADA PELA VICE-PRESIDENTE DO DE Dra. MÁRCIA DE MELO BARBOSA. PROCEDEU-SE Á SEGUIR À LEITURA DA ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DO 6o CONGRESSO BRASILEIRO DE ECOCARDIOGRAFIA (BELO HORIZONTE, MG, 02/05/1994) PELO SECRETÁRIO DO DE Dr. JOSÉ MARIA DEL CASTILLO. APÓS A LEITURA DA ATA, O Dr. FERNANDO MORCEF (RJ) PEDIU EXPLICAÇÃO PARA A DIFERENÇA ENTRE A RECEITA DECLARADA NA ATA E O VALOR REFERENCIADO PELA TESOURARIA, NA EXPLANAÇÃO REALIZADA. IMEDIATAMENTE APÓS A LEITURA DA ATA PELO TESOUREIRO DO DE, Dr. JOSÉ LÁZARO DE ANDRADE, E A DISPRIÇÃO DOS SÓCIOS DO DE NA SEDE DO DE. A Dra. EUNICE GONTIJO, TESOUREIRA DURANTE A GESTÃO DO Dr. FERNANDO SANTANA MACHADO, RESPONDEU QUE POR ESTAR AUSENTE DURANTE A ASSEMBLÉIA DE BELO HORIZONTE, DESCONHECIA OS DADOS FINANCEIROS DECLARADOS PELO Dr. FERNANDO SANTANA MACHADO, AO QUAL TINHA ENCAMINHADO APENAS UM BALANCETE. O Dr. WASHINGTON ARAUJO (RJ) PROPÓS A PUBLICAÇÃO NA REVISTA DE DO BALANÇO CORRETO DO PERÍODO 1992-1994. O Dr. FERNANDO SANTANA MACHADO EXPLICOU QUE, POR DISPOR APENAS DE DADOS PARCIAIS DURANTE A SUPRACITADA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA, DECLAROU UM VALOR ESTIMULADO A SER RETIFICADO POSTERIORMENTE POR UM BALANÇO. APÓS ESTES ESCLARECIMENTOS, FOI SUBMETIDA À VOTAÇÃO DA ATA DO 6o CONGRESSO BRASILEIRO DE ECOCARDIOGRAFIA, SENDO APROVADO POR UNANIMIDADE. CONFORME A ORDEM DO DIA DA ASSEMBLÉIA EXTRAORDINÁRIA, PROCEDEU-SE A DISCUTIR A SAÍDA DOS CONGRESSOS BRASILEIROS DE ECOCARDIOGRAFIA DO EIXO RIO, SÃO PAULO, BELO HORIZONTE, SENDO COMUNICADO PELO PRESIDENTE, Dr. CARLOS LIMA, QUE HAVIA SOLICITAÇÕES CONCRETAS PARA O CONGRESSO DO DE SER REALIZADO EM RECIFE E SALVADOR.O Dr. FERNANDO MORCEF PROPÓS OUTROS LUGARES (NÃO ESPECIFICADOS) ADEMAIS DE RECIFE E SALVADOR PARA SEDE DOS CONGRESSOS DE ECOCARDIOGRAFIA. O Dr. CLÁUDIO PEREIRA DA CUNHA (PR) PROPÓS QUE NO ANO DO EIXO RIO-SP-BH HOUVESE ELIMINAÇÃO DOS SIMPÓSIOS DE ECOCARDIOGRAFIA. O Dr. JORGE ASSEF (SP) PROPÓS QUE, DEVIDO A GRANDE QUANTIDADE DE SÓCIOS DO DE DA REGIÃO SUDESTE, A SAÍDA DO EIXO FOSSE ALTERNADA. UM ANO NO EIXO E UM ANO FOSSE DO EIXO. A Dra. MÁRCIA BARBOSA PROPÓS QUE FOSSE REALIZADO UM SIMPÓSIO NA CIDADE EM QUE HOUVER CONGRESSO DA SBC. O Dr. PAULO ZELINSKY(RS) PROPÓS QUE O CONGRESSO DE ECOCARDIOGRAFIA SEJA ACLOPADO( PRÉ-CONGRESSO POR EXEMPLO) AO CONGRESSO DA SBC, COM A ELIMINAÇÃO DOS SIMPÓSIOS. O Dr. JUAREZ ORTIZ(SP) PROPÓS QUE O CONGRESSO DO DE SEJA UM PRÉ-CONGRESSO DA SBC, COM A PARTICIPAÇÃO DOS MEMBROS DO DE DAS ATIVIDADES CIENTÍFICAS DO CONGRESSO DA SBC. O Dr. DJAIR BRINDEIRO(PE) ESCLARECEU QUE NÃO SOLICITOU OFICIALMENTE A REALIZAÇÃO DO CONGRESSO DO DE EM RECIFE E COMUNICAR QUE AS CIDADES SELECIONADAS PELA SBC PARA A REALIZAÇÃO DO CONGRESSO DA SBC SÃO PAULO, RIO DE JANEIRO, RECIFE E BRASÍLIA. O Dr. WASHINGTON ARAÚJO PROPÓS QUE O DE DEVE SOLICITAR A COMISSÃO CIENTÍFICA DA SBC A INCLUSÃO DE ECOCARDIOGRAFISTAS NOS CONGRESSOS DA SBC. ESCLARECEU, TAMBÉM, QUE AS QUEIXAS DE AUMENTO DE CUSTOS DE INDÚSTRIA DE EQUIPAMENTOS DE ECOCARDIOGRAFIA, SÃO INFUNDADAS, POIS É O CONSUMIDOR FINAL (O ECOCARDIOGRAFISTA) QUEM NA REALIDADE PAGA OS CUSTOS DA INDÚSTRIA. O Dr. SÉRGIO PONTES (SP), NÃO ACREDITA QUE O ATRELAMENTO DOS CONGRESSOS DO DE AOS CONGRESSOS DA SBC SEJA INTERESSANTE QUANTO À REDUÇÃO DE CUSTOS E QUANTO AO AUMENTO DE PATROCINADORES. O Dr. CARLOS EDUARDO SUAIDE SILVA (SP) APÓIA A POSIÇÃO DO Dr. PAULO ZELINSKY. O Dr. AFONSO BARBATO (SP) FOI CONTRA Á CONCOMITANCIA DOS CONGRESSOS DO DE E DA SBC. O Dr. CLÁUDIO PEREIRA DA CUNHA: O ACOPLAMENTO DOS CONGRESSOS DISCUIDARIA AINDA MAIS A PARTICIPAÇÃO DE ECOCARDIOGRAFISTAS UM CONGRESSO DA SBC. O Dr. FERNANDO MORCERF NÃO CONCORDA DO CONGRESSO DO DE COMO PRÉ-CONGRESSO DA SBC, POIS ESVAZIARIA DE ECOCARDIOFRAGISTAS O CONGRESSO DA SBC. O Dr. JORGE MOLL (RJ) NÃO CONCORDOU EM ATRELAR O CONGRESSO DO DE AO CONGRESSO DA SBC. O PRESIDENTE, Dr. CARLOS LIMA, ESCLARECEU QUE, (ANTES DA VOTAÇÃO DAS PROPOSTAS) DURANTE O ANO DE 1998 NÃO HAVERÁ CONGRESSO DO (DE), CONFORME SOLICITAÇÃO DA SBC, DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE CARDIOLOGIA E DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE ULTRASSONOGRAFIA CARDÍACA. ISTO DECORRENTE DA REALIZAÇÃO, NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, DO CONGRESSO MUNDIAL DE CARDIOLOGIA, DURANTE O QUAL ACONTECERÁ O CONGRESSO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE UNTRASSONOGRAFIA CARDÍACA. FOI SOLICITADO, TAMBÉM, O CANCELAMENTO DO CONGRESSO DA SBC, DA SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA E DA FEDERAÇÃO ALARMANTE DE CARDIOLOGIA. FOI SUBMETIDA À VOTAÇÃO A MANUTENÇÃO DO CONGRESSO DO (DE) INDEPENDENTE DO CONGRESSO DA SBC OU O ACOPLAMENTO DE AMBOS CONGRESSOS: FOI DECIDIDO POR UNANIMIDADE A MANUTENÇÃO DO CONGRESSO DO (DE) NA MÊS DE ABRIL-MAIO, INDEPENDENETE DO CONGRESSO DA SBC. A SEGUIR, FOI DECIDIDA POR VOTAÇÃO UNANIME A SAÍDA DOS CONGRESSOS DO (DE) DO EIXO RIO-SP-BH. A CONTINUAÇÃO FOI DECIDIDA POR VOTAÇÃO UNANIME A FORMA DE REALIZAÇÃO DOS CONGRESSOS DO DE: UMA VEZ NO EIXO E UMA VEZ FORA DO EIXO. ANTES DA PROCESUSSÃO DAS VOTAÇÕES, O Dr. DANIEL (DF) SOLICITOU A INCLUSÃO DE BRASÍLIA COMO CIDADE SEDE DO CONGRESSO DO DE FORA DO EIXO RIO-SP-BH. COLOCADO EM VOTAÇÃO A CIDADE SEDE DO CONGRESSO DO DE 1997, FOI DETERMINADA A SEGUINTE CONTAGEM; RECIFE 34 VOTOS, BRASÍLIA 6 VOTOS, SALVADOR 41 VOTOS. NA SEGUINTE VOTAÇÃO (ENTRE RECIFE E SALVADOR) HOUVE A SEGUINTE CONTAGEM: RECIFE 33 VOTOS, SALVADOR 47 VOTOS. FOI DETERMINADA, PORTANTO, A CIDADE DE SALVADOR PARA SEDE DO CONGRESSO DO DE DE 1997, SOB A PRESIDÊNCIA DO DR. JORGE TORREÃO. DANDO CONTINUIDADE Á ORDEM DO DIA FOI COLOCADA EM DISCUSSÃO O TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA. O Dr. WASHINGTON ARAÚJO DIZ QUE A SBC NEGA RESIDENCIA EM PEDIATRIA COMO PRÉ-REQUISITO AO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CARDIOLOGIA, MAS TAL DIREITO PODERIA SER OBTIDO POR MEIO DE MANDATO DE SEGURANÇA NA JUSTIÇA. O Dr. FLÁVIO VELHO(RS) DIZ QUE DEVEM SER ESTABELECIDOS PRÉ – REQUISITOS CONCRETOS POR PARTE DA SBC PARA OS CARDIOLOGISTAS PEDIÁTRICOS OBTEREM O TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CARDIOLOGIA. O Dr. FRANCISO CHAMIE(RJ) DIZ QUE DEVE SER RESOLVIDA PELA SBC A QUESTÃO DOS PEDIÁTRAS NÃO PODEREM TER DIREITOS A PRESTAR A PROVA DE ESPECIALISTA EM CARDIOLOGIA. O Dr. SERGIO PONTES COMENTOU QUE NÃO EXISTE TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICO. O PRESIDENTE, Dr. CARLOS LIMA, COMUNICOU QUE, CONFORME CONTATOS COM A SBC, HAVERIA UMA PROVA PARA TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA, O QUE O HABILITARIA A PRESTAR A PROVA PARA CERTIFICADO DE HABILITAÇÃO EM ECOCARDIOGRAFIA. O Dr. LUIZ CARLOS SIMÕES(RJ) RATIFICOU AS PALAVRAS DO DR. CARLOS LIMA. O DR. FLÁVIO VELHO COMENTOU QUE O PROBLEMA DE CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA DEVE SER RESOLVIDO PELA SBC. O Dr. OSCAR OSELLA (DF) PROPÓS A REALIZAÇÃO DE UM ABAIXO-ASSINADO PARA PRESSIONAR A SBC A DAR O TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA. O Dr. CLÁUDIO PEREIRA DA CUNHA COMUNICOU QUE A SBC ESTÁ NOVAMENTE ACEITANDO TÍTULOS UNIVERSITÁRIOS, COMO, PARA A CONCESSÃO DE TÍTULOS EM CARDIOLOGIA. O Dr. PAULO ZIELINSKY PEDE UMA NOÇÃO PELA ORDEM, PARA QUE O DE APROVE A POSSIBILIDADE DE QUEM TIVER O TÍTULO DE HABILITAÇÃO EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA POSSA REALIZAR A PROVA PARA CERTIFICADO DE HABILITAÇÃO EM CARDIOLOGIA. ESTA NOÇÃO FOI APROVADA POR UNANIMIDADE. PASSOU-SE, ENTÃO, AOS ASSUNTOS DE INTERESSE GERAL, CONFORME DETERMINADA PELA ORDEM DE DIA. O Dr. LORIS(CE) SOLICITOU APROVAÇÃO DA CIDADE DE FORTALEZA, CE, COMO SEDE DE UM SIMPÓSIO A SER REALIZADO NO ANO DE 1996. A SOLICITAÇÃO FOI APROVADA, PRÉVIO ESCLARECIMENTO QUE O DE APÓIE, PORÉM, NÃO PATROCINE TAIS EVENTOS (ESTA DETERMINAÇÃO FOI PREVIAMENTE APROVADA POR VOTAÇÃO MÁXIMA). A Dra. MÁRCIA BARBOSA PEDE UMA NOÇÃO DE APROVAÇÃO E PALMAS PARA O Dr. ROGÉRIO TASCA, PRESIDENTE DO 7o CONGRESSO BRASILEIRO DE ECOCARDIOGRAFIA. AS 20:10 HORAS FOI ENCERRADA A SESSÃO DA ASSEMBLÉIA EXTRAODRINÁRIA DO (DE). JOSÉ MARIA DEL CASTILLO-SECRETÁRIO.