fbpx

Entrar

Atas do DEPECO

ATA ASSEMBLÉIA OUTUBRO 1989

ATA ASSÉMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DO DEPARTAMENTO DE ECOCARDIOGRAFIA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDILOGIA. (RIO DE JANEIRO, RJ, 23 DE OUTUBRO DE 1989, 19:30 HORAS).

REUNIDA EM SEGUNDA CONVOCAÇÃO ÀS 19:30 HORAS, DURANTE AS ATIVIDADES DO I CONGRESSO DO DEPARTAMENTO DE ECOCARDIOGRAFIA DA SBC, A ASSEMBLÉIA DELIBERA SOBRE OS SEGUINTES TEMAS:

ITEM1. REALIZADA A LEITURA, VOTAÇÃO E APROVAÇÃO POR UNANIMIDADE DA ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DE 21 DE OUTUBRO DE 1988. ITEM 2. O PRESIDENTE DO DEPARTAMENTO DE ECOCARDIOGRAFIA, Dr. JUAREZ ORTIZ, REALIZOU A LEITURA DO RELATÓRIO DE SUA GESTÃO. O Dr. JORGE MOLL, FAZENDO UM APARTE, PARABENIZOU A ATUAL DIRETORIA E SOLICITOU UMA SALVA DE APLAUSOS DOS PRESENTES (…).

ITEM 3. O TESOUREIRO DO DEPARTAMENTO DE ECOCARDIOGRAFIA, Dr. AFONSO MATSUMOTO, REALIZOU A LEITURA DO RELATÓRIO DE SUA GESTÃO. O Dr. CLAUDIO PEREIRA DA CUNHA PERGUNTOU SOBRE AS DESPESAS COM FUNCIONÁRIOS. O Dr. JUAREZ ORTIZ ESCLARECEU QUE, DEVIDO AO ATRASO NO REGISTRO DEFINITIVO DO DEPARTAMENTO DE ECOCARDIOGRAFIA, OS GASTOS COM A SECRETÁRIA FORAM LANÇADOS COMO GASTOS COM MATERIAL.

ITEM 4. ASSUNTOS DE INTERESSE GERAL. O Dr. FERNANDO MORCEF COLOCOU PARA APRECIAÇÃO DA ASSEMBLÉIA A SOLICITAÇÀO DE OUTORGAR O TÍTULO DE MEMBROS HONORÁRIO DO DEPARTAMENTO DE ECOCARDIOGRAFIA A ELETROMEDICINA BERGER PARA O QUAL APRESENTA UMA LISTA COM VINTE E CINCO ASSINATURAS, A QUAL ENCONTRA-SE DEVIDAMENTE ARQUIVADA. O PRESIDENTE JUAREZ ORTIZ LEU O ARTIGO 12 DO REGULAMENTO DO DEPARTAMENTO, ASIM COMO OS PARAGRÁFOS PRIMEIRO, SEGUNDO TERCEIRO E QUARTO, QUE ABORDAM A CONCESSÃO DE TÍTULOS DE MEMBROS HONORÁRIOS. O Dr. CLAUDIO PEREIRA DA CUNHA QUESTIONOU SE O AUXÍLIO DADO PELA EMPRESA A UM EVENTO JUSTIFICA A INDICAÇÃO. O Dr. FERNANDO MORCEF DISSE QUE O APÓIO FINANCEIRO FOI MUITO IMPORTANTE “FORA DO COMUM”, JUSTIFICANDO O MERECIMENTO DO TÍTULO. O Dr. CLAUDIO PEREIRA DA CUNHA SUGERIU QUE SE FAÇA APENAS UM VOTO DE AGRADECIMENTO. O Dr. ALVARO VILLELA DE MORAES DISSE QUE A ELETROMEDICINA BERGER JÁ DEMONSTROU UM SIGNIFICATIVO APÓIO AOS ECOCARDIOGRAFISTAS, MESMO ANTES DA CRIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE ECOCARDIOGRAFIA REALIZADOS NO BRASIL, PELO QUE CABE A INDICAÇÃO. O Dr. JUAREZ ORTIZ PASSOU A PRESIDÊNCIA PARA O VICE-PRESIDENTE, Dr.FERNANDO SANTANA MACHADO E TOMOU A PALAVRA, DIZENDO QUE ALÉM DO APÓIO FINANCEIRO, A ELETROMEDICINA BORGER FEZ DUAS COISAS MUITO IMPORTANTES: INSTITUIU O PREMIO EGAS ARMELIN E OUTRO PREMIO, DE MIL DÓLARES, O PREMIO BERGER, QUE CONSTITUI UM ESTÍMULO À PRODUÇÃO CIENTÍFICA. O Dr. JORGE MOLL SUGERIU QUE O NOME “PREMIO BERGER” FOSSE MUDADO PARA UM OUTRO SEM CONOTAÇÃO COMERCIAL. O Dr. JUAREZ ORTIZ CITOU O “PREMIO ESSO DE JORNALISMO” COMO EXEMPLO DE PREMIO QUE LEVA O NOME DE UMA EMPRESA, DIZENDO NÃO TER RESTRIÇÃO AO NOME. O Dr. FERNANDO MORCEF DISSE QUE SE NÃO HOUVER O NOME DE UMA EMPRESA, CORRE-SE O RISCO DE NÃO TER PREMIO. O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO, Dr. FERNANDO SANTANA MACHADO COLOCOU O ASSUNTO EM VOTAÇÃO, O QUE FOI APROVADO POR UNANIMIDADE. O Dr. JUAREZ ORTIZ REASSUMIU A PRESIDÊNCIA. O Dr. OSCAR SANCHEZ OSELLA PERGUNTOU SE AS DECISSÕES DAS DIFERENTES COMISSÕES SERIAM COLOCADAS PARA A APRECIAÇÃO GERAL. O PRESIDENTE Dr. JUAREZ ORTIZ, INFORMOU QUE OS RELATÓRIOS DAS COMISSÕES SERÃO ENCAMINHADOS PELO CORREIO A TODOS OS MEMBROS DO DEPARTAMENTO DE ECOCARDIOGRAFIA. O Dr. CLAUDIO PEREIRA DA CUNHA PEDIU UM VOTO DE LOUVOR À COMISSÃO ORGANIZADORA DO PRIMEIRO CONGRESSO DO DEPARTAMENTO O QUE FOI APROVADO POR UNANIMIDADE. O Dr. JORGE MOLL COLOCOU EM DISCUSSÃO QUAIS SERÃO OS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DOS FUTUROS CONGRESSOS E SIMPÓSIOS. ACRESCENTOU QUE O DEPARTAMENTO É AINDA MUITO JOVEM, EMBORA TENHA MUITA FORÇA, PELO QUE ACHA QUE DEVERIA ESTABELECER-SE UMA DATA, POR EXEMPLO, MAIO, PARA A REALIZAÇÃO ANUAL DOS CONGRESSOS E OUTRA, NO SEGUNDO SEMESTRE (OUTUBRO) PARA A REALIZAÇÃO DOS SIMPÓSIOS. O Dr. ALFONSO BARBATO DISSE QUE O CONGRESSO DE ECOCARDIOGRAFIA SEMPRE DEVE PRECEDER O CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA, DEVENDO SER ANUAL. OS SIMPÓSIOS PODERÃO SER BIENAIS. O Dr. MIGUEL CHAMMA NETO DISSE QUE OS SIMPÓSIOS PODERIAM SER PRÉ-CONGRESSOS DA SBC. O Dr. RUBENS THEVENARD DESTACOU A IMPORTÂNCIA DOS SIMPÓSIOS, SUGERINDO QUE OS CONGRESSOS FOSSEM REALIZADOS DE DOIS EM DOIS ANOS E AUMENTAR O NÚMERO DE SIMPÓSIOS. O Dr. JORGE MOLL DISSE QUE OS SIMPÓSIOS PODEM SER EVENTOS DE BAIXO CUSTO, SEM NECESSIDADE DE CONVIDADOS ESTRAGEIROS, ASSIM COMO QUE OS CONGRESSOS NÃO DEVEM SAIR DO EIXO RIO-SÃO PAULO-BELO HORIZONTE. O Dr. MIGUEL CHAMMA NETO ESCLAREU QUE OS SIMPÓSIOS PODEM ANTECEDER OS CONGRESSOS DA SBC, MAS SEM VINCULAÇÃO COM OS MESMOS. O Dr. JORGE MOLL PROPÓS UMA DATA FIXA, EM MAIO, PARA A REALIZAÇÃO DOS CONGRESSOS E O SEGUNDO SEMESTRE PARA OS SIMPÓSIOS. OS CONGRESSOS SERÃO ANUAIS E OS SIMPÓSIOS TAMBÉM ANUAIS, MAS NÃO OBRIGATÓRIOS. DISSE QUE DEVE-SE ESTIMULAR A REALIZAÇÃO DE CURSOS FACULTATIVOS PRÉ-CONGRESSO DA SBC. O Dr. OSCAR SANCHEZ OSELLA PERGUNTOU QUAL O CRITÉRIO PARA A REALIZAÇÃO DO CONGRESSO DA SBC. O PRESIDENTE, Dr. JUAREZ ORTIZ, ESCLARECEU QUE A DATA OFICIAL DOS CONGRESSOS DA SBC É SETEMBRO-OUTUBRO, MAS QUE ESTE ANO FOI REALIZADO EM JULHO POR ESTAR VINCULADO AO CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE CARDIOLOGIA. COLOCADA EM VOTAÇÃO A PROPOSTA DO Dr. JORGE MOLL, QUE FOI APROVADA POR UNANIMIDADE. ENCERRA-SE A ASSEMBLÉIA – ASSINADA Dr. JOSÉ MARIA DEL CASTILLO.SECRETÁRIO.ATA